Notícias

22/01/2018

A calibragem

<<Prev Next>>

Estamos vivendo um momento importante no nosso mercado. É grande o aumento de clientes que chamamos de “usuários” do cavalo, ou seja, pessoas que têm 1 ou 2 cavalos e que os utilizam nos finais de semana em provas ou passeios. Estas pessoas, em sua maioria, são “da cidade”, ou seja, nada tem a ver com fazenda ou atividades rurais. Em compensação, são pessoas apaixonadas pelo campo, adoram seus cavalos e querem sempre o melhor para eles. Compram os melhores equipamentos, contratam os melhores serviços, querem seus cavalos sempre bonitos e saudáveis e não economizam para isto. Para nós profissionais, alguns sinais estão sendo acesos, para que prestemos atenção. Estas pessoas querem cavalos que dêem prazer, satisfação, segurança e principalmente que façam com que o final de semana seja algo prazeroso e divertido. Isto muda tudo na hora de se fazer um cavalo, na hora de se comercializar um cavalo.

O treinador de um cavalo deve ter em mente o cavalo que quer fazer. Isto todos sabemos e, apesar de parecer “básico” não são muitos os treinadores que prestam atenção nisto. Ainda assim, a partir desta mudança no perfil dos clientes, temos que pensar mais ainda sobre os cavalos que treinamos e chegarmos ao que chamo de calibragem máxima de cada cavalo a cada cavaleiro. O perfil do cavaleiro deve ser levado em conta na hora de se treinar este cavalo. Mas o que é o perfil? É a experiência, o jeito que ele monta, as coisas que ele quer fazer com o cavalo, a modalidade, a freqüência com que ele monta, enfim, o que, como e quando ele quer fazer com o cavalo. Calibrar um cavalo significa deixá-lo absolutamente pronto para receber o cavaleiro, independentemente de qualidade de equitação. Quando se tem um cavalo sem esta calibragem, temos um cavaleiro insatisfeito em algum momento.

Conheço proprietários que passam a não conseguir montar seus cavalos, pois estes estão muito quentes ou fora de contexto para a característica de montada de seu proprietário. E é nesta hora que o treinador deve entrar. É como passar a semana calibrando o cavalo para que no final de semana a “descalibragem” aconteça naturalmente, sem stress e tensão. Este é e será cada vez mais o trabalho de treinadores que preparam cavalos para amadores. Este será o contexto a partir de agora, já que é muito grande o volume de cavaleiros que querem cavalos mansos, calmos, quietos e seguros. Cavalos que deixem seus proprietários montarem sem sair andando, cavalos que não mordam, não disparem, que possam ser os últimos da fila no passeio, cavalos que não assustem ou causem medo. São os cavalos calibrados…


Outras Notícias

Rua Corumbá, 4000 - Candeias
Jabotão dos Guararapes - PE | 54430-200

chzs@chszs.com.br
+55(81) 3469-3290 | 8737-5009

+55(81) 98802-5000

ZAITE Tecnologia